(41) 3053-5566 [email protected]
Novas tarifas de água e esgoto

Novas tarifas de água e esgoto

Na segunda-feira (2), a Agência Reguladora de Águas e esgoto, Energia e Saneamento Básico do Distrito Federal (Adasa), publicado no Diário Oficial do Distrito Federal (DODF), uma nova estrutura tarifária que vai entrar em vigor nos serviços de abastecimento de água e esgotamento sanitário, prestados pela Companhia de Saneamento ambiental (Caesb). O novo design é o resultado de um profundo estudo que avaliou o impacto da estrutura para o consumidor, enfatizando o equilíbrio econômico-financeiro da concessionária, e para incentivar o uso racional da água. Além de ampliar significativamente o número de famílias de baixa renda para beneficiar da tarifa social, para o novo design, que corrige a maioria dos distorção no sistema atual, que cobra o equivalente a um consumo de 10m3. A nova regra, conforme definido pela Adasa, estima-se que 40% dos consumidores vão pagar menos para os serviços de água e esgoto. Por meio da técnica da análise do peso que a Adasa estabeleceu uma com cinco alternativas, sujeitos à consulta e audiência pública. Dos mais de 760 contribuições recebidas das instituições, dos usuários e da sociedade civil, foi estabelecida para a cobrança de taxas, fixados para cada categoria individual (casa padrão, a casa, o social, não-residencial e projeto da paisagem), além das taxas, variável e crescente gama de consumíveis. Para a categoria residencial padrão do custo fixo para água deve ser de r$ 8 para o residencial, social,$ 4; no comércio, na indústria, e de órgãos de governo, de r$ 21, e a categoria de paisagem, dos quais R$ 31,50. A taxa de esgoto é igual a 100% do preço da água, para a maior parte....
Uns 20 por cento das moradias deixam de se ligar à rede de esgoto em Joinville

Uns 20 por cento das moradias deixam de se ligar à rede de esgoto em Joinville

Quase 20% das moradias deixam de se conectar à rede de esgoto em Joinville A nova fábrica está sendo construída no Jarivatuba para acompanhar a expansão do sistema de esgotos no Brasil (foto: Divulgação) Apesar de ter uma rede de coleta, com uma cobertura de 34% da cidade, e no tratamento do “real”, no Brasil, está na faixa de 25% do esgoto que é produzido. A diferença é causada pelo fato de que é uma fatia de muitas pessoas que não fizeram a conexão em sua casa, como parte de um sistema de recolha de dados das lojas entrando na conta). Ou seja, a rede é instalada, mas a água não vai para o tubo está sendo despejada na cova ou na rede de drenagem, ou mesmo na natureza. Este ano, em uma pesquisa com 15 mil na economia de custos, por meio de um contrato de serviço, nas Águas do Brasil descobriu que 18,9% das unidades não foram conectados ao sistema de esgoto. Como as pesquisas foram realizadas em toda a cidade, e ele vem com um número de representante, a empresa entende que o conteúdo pode ser utilizado como um parâmetro para toda a cidade. Assim, dos 78 mil na poupança possível, a fim de confiar na rede para a coleção de plantas de tratamento de esgoto, e 63 bilhões que eles estão realmente conectados, em um palpite. Se você também estão incluídos links com outras condições, tais como a água da chuva, para a rede (se você vem de trilhos, por exemplo) ou em casos de gordura problemas, ou mesmo na ausência de um tal sistema, que detém...
Call Now Button